5 de janeiro de 2015

Sobre a forma de amar







Língua

Se sotaques fossem palpáveis
eu adoraria saber qual a forma tem o seu.
Se você fosse mais presente
queria sua língua enlaçada à minha.
Com suas mãos segurando meu rosto,
contidamente apaixonado,
veriam a contemplação dos nossos seres
ocupando o mesmo espaço.
Sua respiração me lembra as canções de Jorge Vercillo.
Dançamos de pijamas na sala de estar aquela tarde.

Lucila Eliazar




Nenhum comentário:

Postar um comentário