2 de setembro de 2013

Poema Musicado



Chama-me a conhecer-te.
Escuto-o respirar e imagino poemas.
Observa-me a olhar-te e descobre notas.

Toque em mim sua canção predileta
ó tocador de oboé!
Mostra-me sua covinha
ao sorrir sua risada amorosa.

Tatue em mim 
com seus dedos longos
as notas secretas de bem dizer.

Sorria no final da canção,
se despeça,
mas continue me amando.




Nenhum comentário:

Postar um comentário