31 de dezembro de 2012

Pois se achegue sinhô Rei!

“Lá no meu sertão pros caboclo lê Têm que aprender um outro ABC O jota é ji, o éle é lê O ésse é si, mas o erre Tem nome de rê” 
 ( ABC do Sertão – Luiz Gonzaga)

       Luiz Gonzaga, O rei do Baião, mudou o rumo da musica popular brasileira ao introduzir os ritmos do sertão no cenário musical. Lançou-se ao Brasil com vestimenta característica do cangaceiro e boiadeiro nordestino.
       Falar de Luiz Gonzaga é falar de minha infância. Quando criança ouvia o vinil que tenho aqui  e adorava cantar, dançar e rir das músicas #éserio . Achava curioso letras como “Vem cá, cintura fina, cintura de pilão; Cintura de menina, vem cá meu coração”  ou “Eu quero um ovo de codorna pra comer”  principalmente pq  não sabia que existia codorna. #fail.



       Gozagão morreu em 2 de agosto de 1989 aos 77 anos vítima de um parada cardiorrespiratória. 
       No ano de seu centenário, o filme  “Gonzaga- De pai pra filho” teve sua estréia nacional no dia 26 de outubro, filme esse dirigido por Breno Silveira ( de Os dois filhos de Francisco), tendo Nivaldo Expedito de Carvalho, conhecido como Chambinho do Acordeon, como Gozagão e Júlio Andrade como Gonzaguinha, entre outros.

Segue abaixo o trailer do filme que eu estou curiosa pra ver por sinal




E gente! Em Recife, existe um Memorial Luiz Gonzaga, com acervo musical, áudio-visual, iconográfico, etc.. e é aberto ao público de 2ª  a 6ª  das 09 as 17 horas no endereço:

Pátio de São Pedro, Casa 35
Bairro de São José
Recife – Pernambuco
Fones: (81) 3232.2965 e 3232.295


      O site do Memorial Luiz Gonzaga para quem quiser se esbaldar, mas, que assim como eu, mora longe de Recife.


Beijos


Nenhum comentário:

Postar um comentário